• Ícone bandeira do Brasil
  • Ícone bandeira da Inglaterra
  • Ícone bandeira da Espanha

Cloud Computing: qual a diferença entre SaaS e PaaS?

29/03/2016
Cloud Computing: qual a diferença entre SaaS e PaaS?

A Cloud Computing ou computação em nuvem segue se destacando no mercado. Com um volume de adesão pelas empresas, cada vez mais, elevado, torna-se essencial aprofundar nesse universo. Com diversas terminologias para distinguir seus modelos, entendê-los não é tão complexo assim. O fundamental é compreender que as nuvens não são iguais. Existem diferentes modelos de serviços para atender as necessidades específicas das empresas.

Três modelos de serviços foram designados por Software, de acordo com o National Institute of Standards Technology (NIST), 2011. As siglas SaaS, Paas e IaaS, utilizadas como opções de serviços são de fácil dedução, possibilitando entender suas aplicabilidades. Discernir quanto aos seus empregos e, mais precisamente, destacar a diferença entre SaaS e PaaS, é o objetivo do post de hoje. Confira:

Conceituando as três principais siglas

1.    SaaS (Software as a Service): Software como serviço significa pagar apenas pelo serviço e não pelo produto. Nesse modelo você não compra a licença, você paga pelo uso do software. No contexto da nuvem, significa usar a web para acessar aplicativos gerenciados por terceiros com uma interface executada no lado do cliente. Em alguns casos, é possível executá-las diretamente no navegador, mas também pode haver uma instalação local conectada à nuvem.

2.    PaaS (Plataform as a Service): Plataforma como serviço envolve um ambiente virtual para criação, hospedagem e controle de softwares e bancos de dados. Desenvolvedores ganham um ambiente para construir ou customizar suas aplicações, simplificando o desenvolvimento, testes e implantação. Trata-se de um modelo em que você faz uso de infraestrutura de hardware, sistemas operacionais, virtualização, servidores, armazenamento e rede para construir aplicações customizadas para o seu negócio.

3.    IaaS (Infrastructure as a Service): Infraestrutura como serviço consiste na contratação de servidores virtuais (e/ou outros dispositivos de infraestrutura) em substituição a compra de servidores, roteadores, racks e outros tipos de hardware. Ou seja, você paga pelo consumo, como o número de servidores virtuais, quantidade de dados trafegados, dados armazenados e outros itens, de acordo com as regras negociadas com o fornecedor.

Infraestrutura como Serviço (IaaS) é uma forma de Cloud Computing, que fornece recursos de computação virtualizados através da Internet. IaaS é uma das três principais categorias de serviços de computação em nuvem, ao lado de Software como Serviço (SaaS) e plataforma como serviço (PaaS).

Estes modelos são baseados em pagamentos por utilização de recursos e se diferenciam pela capacidade de infraestrutura oferecida pelo prestador de serviços para o cliente colocar suas aplicações ou disponibilizar serviços de armazenamento, rede, recursos fundamentais ou disponibilizar numa plataforma de desenvolvimento com capacidade de processamento.

Diferenças entre SaaS e PaaS

SaaS

Com o modelo de serviços SaaS, o cliente conta com soluções aderentes ao seu negócio sem ter que desenvolver e manter aplicações. É um modelo flexível, permitindo controlar e restringir quanto às funcionalidades necessárias e tarifando pelo utilizado durante um período de tempo ou situação específica.

Exemplo desse modelo na nuvem são alguns softwares de redes sociais e de e-mail.

Imagine que em um modelo SaaS você tenha uma necessidade específica para o software, uma personalização para o seu negócio, mas o fornecedor não tem condições de te atender por algum motivo. Nessa situação você precisa executar a implementação e para isso o modelo PaaS é adequado, uma vez que a infraestrutura da plataforma de serviços é disponibilizada, evitando arcar com custos de aquisição de infraestrutura para desenvolvimento.

PaaS

O PaaS pode ser aplicado por meio de uma nuvem pública – em que o cliente controla a implantação de software e o fornecedor do serviço oferece toda a infraestrutura de servidores, redes e armazenamento para guardar a aplicação – ou através de uma nuvem privada, mantida em um departamento de TI interno. Com esse modelo, é possível que desenvolvedores e empresas possam trabalhar com ambientes robustos com custo menor, deixando os desenvolvedores livres para focar apenas no código, uma vez que a infraestrutura está sobre controle.

Em resumo, a diferença principal é que o SaaS trata do fornecimento de aplicações na nuvem e no PaaS é fornecido uma plataforma para você desenvolver suas próprias aplicações e disponibilizá-las na nuvem.

Solicite uma proposta Solicite uma proposta Agende um tour Agende um tour Chat online Chat online