• Ícone bandeira do Brasil
  • Ícone bandeira da Inglaterra
  • Ícone bandeira da Espanha

DevOps: o que é e qual a sua real importância para as empresas?

29/11/2016
DevOps: o que é e qual a sua real importância para as empresas?

Por Marcos Siqueira, Diretor de Serviços Gerenciados.

 

 

 

No mercado, é comum encontrarmos líderes de TI que desenvolvem suas próprias técnicas para alavancar o desempenho do seu time. Algumas dão certo, mas outras dão completamente errado. E aquelas bem sucedidas acabam fracassando num curto prazo. Mas, então, o que eles devem fazer para os colaboradores desenvolverem serviços e soluções de forma muito mais rápida, para a empresa sair na frente da concorrência?

 

Nos últimos anos, para atingirem este objetivo, muitos gestores têm optado por alinhar os seus times de desenvolvimento e operações. Esta prática, conhecida como DevOps, cria no departamento de TI uma cultura aberta e colaborativa, que impulsiona o desempenho de todos os membros da equipe. A seguir, falaremos mais sobre o que é DevOps, qual a sua real importância e como aplicá-lo no ambiente de TI. Confira:

 

O que é DevOps, afinal?

Nem os especialistas, nem os observadores do mercado, chegaram a um consenso do que exatamente é DevOps. Alguns dizem que ele é uma prática. Já outros uma cultura ou movimento, que está ganhando adeptos rapidamente. Mas, de forma simplificada, podemos definir DevOps como sendo o alinhamento das ferramentas, responsabilidades e processos da equipe de desenvolvimento (Dev), com os da equipe de operações (Ops).

 

Ou seja, os dois times passam a trabalhar em conjunto, em harmonia, graças à melhor comunicação, colaboração e integração entre eles. A cultura DevOps tem um conceito totalmente diferente da antiga dinâmica encontrada na maioria das empresas, em que os desenvolvedores e os administradores de sistema (sysadmins) trabalharam de maneira isolada, sem se comunicar uns com os outros.

 

Qual a sua real importância para as empresas?

Ao promover a cultura de colaboração e estimular o trabalho em equipe, o DevOps acaba melhorando o envolvimento dos colaboradores e aumentando significativamente a velocidade em que as aplicações são desenvolvidas e os problemas de desempenho são solucionados. É por causa disso que muitas organizações estão conseguindo criar aplicações e implantar atualizações de software num curtíssimo prazo.

 

Mas estes não são os únicos benefícios proporcionados pela cultura DevOps. O relatório 2016 State of DevOps, lançado recentemente pela companhia Puppet, foi mais a fundo e comparou a diferença de desempenho entre as empresas que implementaram a cultura DevOps e aquelas que optaram por não aderir à esse movimento. As que aderiram com sucesso essa ‘filosofia’ conseguiram:

 

Implantar softwares com 200 vezes mais frequência do que seus concorrentes;

Se recuperar 24 vezes mais rápido depois de falhas;

Passar 50% menos tempo corrigindo problemas de segurança;

Reduzir em 22% os retrabalhos e a realização de trabalhos não planejados;

Fazer com os colaboradores as recomendassem como um ótimo lugar para trabalhar.

Todo esse ganho de produtividade, agilidade e eficiência contribui para a redução dos riscos e custos dos desenvolvimentos e para o aumento da qualidade das soluções entregues aos clientes, o que sem dúvida melhorará a sua experiência. Essa agilidade também permite que as empresas aproveitem as oportunidades que surgem no mercado e se posicionem sempre à frente de seus maiores concorrentes.

 

Como implantar essa cultura?

Para essa cultura ser implantada corretamente no ambiente de TI, os profissionais precisam ter conhecimento de ambas as áreas (tanto Dev como Ops). Os sysadmins devem conhecer conceitos de programação, enquanto que os desenvolvedores precisam compreender os sistemas operacionais e os aspectos de uma infraestrutura de TI. Mas é importante lembrarmos que os colaboradores não precisam dominar as duas áreas.

 

Basta terem conhecimentos básicos de cada uma, que sejam suficientes para eles ‘falarem a mesma língua’ e poderem interagir durante os processos. Para a implantação da cultura, a empresa também precisará contar com o apoio de um profissional de DevOps, que será a ‘ponte’ entre as duas equipes. Investimentos em treinamentos e ferramentas tecnológicas também serão necessários para os times se integrarem e aderirem à filosofia DevOps.