COVID-19: Nossa prioridade número um é a saúde e a segurança de nossos funcionários, clientes e parceiros. Veja a declaração do nosso CEO.

  • Ícone bandeira do Brasil
  • Ícone bandeira da Inglaterra
  • Ícone bandeira da Espanha

DWDM: redundância com baixa latência

02/04/2020
DWDM: redundância com baixa latência

Em vez de ler, que tal ouvir esse artigo?

O Dense Wavelength Division Multiplexing (DWDM), Multiplexagem Densa por Divisão de Comprimento de Onda, na tradução livre em português, é uma solução de rede de alta velocidade e pode ser uma excelente alternativa, em relação ao custo-benefício, para aumentar a capacidade dos sistemas de conexão da sua empresa.

Quer saber por quê? Então, continue lendo este artigo.

Tecnologia DWDM: agilidade e flexibilidade

Nos últimos anos, o tráfego de dados vem crescendo vertiginosamente impulsionado pelas redes sociais, streaming e jogos online, entre outros, e, principalmente pela mudança de hábitos das pessoas, que agora passam mais tempo conectadas, seja no smartphone, na smart TV e em outros equipamentos com tecnologia IoT, por exemplo.

A chegada da tecnologia 5G quintuplicou o tráfego de dados e vem permitindo o crescimento de novas tecnologias como carros autônomos, tráfego inteligente, cirurgias remotas e IoT.

Outra tecnologia que vem ganhando espaço como meio de transmissão de dados na internet no Brasil é a fibra ótica, responsável por 84% das 2,14 milhões de adições em 2018, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Considerada um meio seguro, a fibra ótica não sofre interferência externa e permite o transporte de dados em grandes distâncias. Em conjunto com o DWDM, por meio da multiplexação da frequência da luz, essa capacidade é multiplicada em tal escala que é como se houvesse diversas fibras óticas dentro de apenas uma.

Além da capacidade da banda, as principais vantagens técnicas do DWDM são:

  • Transporte transparente: transporta vários formatos de dados como Gigabit Ethernet, ESCON e Fibre Channel com abertura a interfaces em uma camada física comum e sem interferência do sinal;
  • Escalabilidade: multiplicação da capacidade da fibra ótica em áreas metropolitanas e em redes corporativas para atender a procura por capacidade em links ponto a ponto, como o linear ADM, ANEL e MALHA;
  • Provisionamento dinâmico: rápido, simples e dinâmico em conexões de rede, os provedores de banda larga são capazes de fornecer serviços de alta largura de banda em dias, ao invés de vários meses;
  • Expansão: permite uma expansão de rede sem ter que construir novas infraestruturas de fibra ótica.

DWDM vs. CWDM

O Coarse Wavelenght Division Multiplexor (CWDM) foi a primeira tecnologia a surgir e se consolidar após o WDM, e trabalha com um espaçamento de 20nm entre cada canal, dessa forma conta com uma capacidade máxima de até 18 canais.

O DWDM foi uma evolução natural do CWDM e trabalha com materiais de altíssima qualidade, o que reduziu drasticamente o espaçamento entre canais, tornando possível colocar até 40 canais diferentes em uma mesma fibra (100Ghz) ou até 80 canais em um mesmo par de fibra (50Ghz).

DWDM. Como funciona?

Tecnologias como DWDM e CWDM tornam possível transformar redes de fibra que trafegam 1.25Gbps ou 10Gbps, em redes com capacidade de até 400Gb/s utilizando exatamente as mesmas duas fibras iniciais.

As tecnologias DWDM e CWDM utilizam diferentes comprimentos de onda/frequências/canais, na transmissão de múltiplos links em uma mesma fibra. O funcionamento dessa tecnologia é muito semelhante à ação da luz branca sobre um prisma, onde vários sinais de luz com frequências diferentes estão encapsulados em um “único” meio.

O DWDM pode combinar até 98 canais em uma única fibra óptica. No entanto, na prática, é possível encontrar sistemas capazes de multiplexar até 128 comprimentos de onda. Exemplificando: um sistema DWDM capaz de multiplexar 40 comprimentos de onda a 10 Gbps por canal, possui uma banda larga total de 400 Gbps, o que é suficiente para transportar em uma única fibra o conteúdo equivalente a mais que 1100 volumes de uma enciclopédia em 1 segundo. Esse sistema é a chave tecnológica para integração das redes de dados, voz e imagem de alta capacidade.

Resumindo, as características da tecnologia DWDM são:

  • Espaçamento entre canais de 100 GHz, pode chegar até 50 GHz;
  • Alta capacidade de transmissão por canal, 10 Gb/s, 40 Gb/s e 100 Gb/s;
  • Componentes modernos e de custos atraentes;
  • Aplicações em entroncamentos, redes de longa distância, redes metropolitanas e redes especializadas;
  • Funcionalidades de redes como inserção-derivação, conexão transversal, alocação dinâmica de capacidade de transmissão comercial nas bandas C e L, excelente potencial na banda S;
  • C e DWDM tem o mesmo princípio de funcionamento.

ROI em Colocation: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

A tecnologia é a tendência para a resolução de problemas de expansão de redes de fibras ópticas. Além da flexibilidade, o DWDM é mais fácil, mais barato e mais rápido. Por tudo isso, oferece maior confiabilidade frente à infraestrutura, sendo capaz de atender com eficiência as demandas do mercado e ao crescente aumento do tráfego de dados.

Vale ressaltar que a DWDM multiplica capacidade e implementa funcionalidades de rede em sistemas de longa e curta distância, tem baixo custo e pode ser integrada em uma mesma plataforma com tecnologia C.

A solução DWDM da Ascenty é capaz de interconectar todos os pontos de rede sem intermediários. Além disso, as redes DWDM são totalmente redundantes e oferecem conexões de baixa latência, o que permite o transporte de todos os tipos de arquivos e a replicação de dados de maneira sincronizada. Quer saber mais ou contratar o serviço? Entre em contato com um de nossos representantes agora. Eles estão prontos para te ajudar. 

Solicite uma proposta Solicite uma proposta Agende um tour Agende um tour Chat online Chat online