• Ícone bandeira do Brasil
  • Ícone bandeira da Inglaterra
  • Ícone bandeira da Espanha

O que é Cloud Computing?

20/05/2016
O que é Cloud Computing?

Nos dias atuais tem sido cada vez mais frequente ouvirmos falar sobre os termos Computação em Nuvem ou Cloud Computing. Desde que estes termos começaram a se popularizar no meio digital, houve uma grande expectativa a respeito do que essa magnífica tecnologia pode fazer e também a promessa de que ela se tornaria uma tendência mundial. Mas apesar de tanto se falar sobre computação em nuvem, muitas pessoas ainda não sabem o que exatamente ela é. Afinal, o que é Cloud Computing? Confira no post de hoje:

Você sabe o que é computação em nuvem?
Em virtude da necessidade do homem moderno em tornar as soluções tecnológicas cada vez mais versáteis (e portáteis) foi criada esta tecnologia. Diferente de antigamente, quando dependíamos de grandes computadores com capacidade bastante limitada de desempenho para resolver questões simples do dia a dia, hoje podemos ter acesso com a Cloud à praticamente tudo o que quisermos na palma da mão através de um pequeno smartphone potencialmente superior a muitos computadores. Tudo isso se deve à Computação em Nuvem.

A computação em nuvem permite que bancos de dados, que podem conter até milhões de arquivos, fiquem armazenados online, o que elimina a necessidade de armazenamento em espaço físico, como: HDs, pendrives ou CDs. Possibilitando assim que sejam acessados de qualquer lugar do mundo por meio de um computador ou dispositivo portátil apenas com um login e uma senha.

O termo Computação em Nuvem é utilizado por causa da forma remota como a tecnologia funciona. Na nuvem, os arquivos e softwares permanecem armazenados em um espaço não físico podendo ser acessados a qualquer momento de qualquer local – como se estivessem em uma nuvem.

Como e quando surgiu o seu conceito?
Comercialmente falando, a computação em nuvem ou Cloud Computing passou a ser oferecida à venda para o público em 2008, mas só começou a ser aceita e se popularizou no mundo todo (principalmente no meio corporativo), em 2013. Entretanto, o termo Cloud Computing foi mencionado, pela primeira vez, em uma palestra acadêmica, há quase 20 anos, por John Mccarthy, criador da linguagem de programação LISP e pioneiro na tecnologia de Inteligência Artificial.

O nível de aceitação da Cloud Computing foi tão grande que, hoje, a tecnologia tem sido tratada da mesma forma como um serviço de fornecimento de eletricidade, no qual só se paga pelo que é consumido.

Quando utilizar?
A Computação em Nuvem é utilizada em todo o tempo pelo mundo inteiro, mesmo que você não tenha conhecimento. Por exemplo, ao acessar arquivos como fotos ou músicas no seu email, ao se logar em uma plataforma de serviços online, até mesmo, quando você acessa as suas redes sociais está usando a tecnologia Cloud Computing.

Em termos de utilidade comercial a Cloud Computing pode ser utilizada para que você armazene todo o banco de dados de sua empresa prevenindo-se de qualquer imprevisto que possa acontecer fazendo com que você perca documentos e arquivos importantes. A sua empresa também pode utilizar a Cloud Computing para acessar o seu software de administração, eliminando a necessidade de computadores potentes que possam suportar a instalação de programas pesados e que exigem um desempenho avançado da máquina.

Quem pode utilizar?
A Cloud pode atender as necessidades de qualquer pessoa independente de qual seja a sua forma acesso à internet, da sua idade ou de qual seja a sua área. A Computação Nuvem pode ser útil tanto para uma criança que joga utilizando serviços de streaming de jogos online quanto para um acadêmico, que não quer carregar dezenas de livros nas mãos podendo armazenar todo o seu material de estudo na nuvem e até ser útil para o empresário que quer ter acesso a um determinado documento de sua empresa através do smartphone.

Quais as vantagens?
É portátil, porque pode ser acessada de qualquer lugar do planeta necessitando apenas de um dispositivo com acesso à internet;
É sustentável, pois poupa o uso de energia, espaço, dióxido de carbono e refrigeração, elimina a necessidade do uso do papel com impressões e não utiliza dispositivos de armazenamento físico que precisam de processos industriais para ser fabricados (pendrives, HDs externos e CDs);
É econômica, porque evita que sejam necessários dispositivos e computadores destinados apenas para o armazenamento de dados, além de reduzir o consumo de energia;
Otimiza a equipe de TI, pois descarta a necessidade de uma grande infraestrutura para o funcionamento de suas aplicações e oferece soluções mais versáteis para os profissionais.

Solicite uma proposta Solicite uma proposta Agende um tour Agende um tour Chat online Chat online