• Ícone bandeira do Brasil
  • Ícone bandeira da Inglaterra
  • Ícone bandeira da Espanha

Qual a diferença entre Colocation e Cloud Computing?

17/02/2016
Qual a diferença entre Colocation e Cloud Computing?

Nos dias de hoje, a enorme pressão que o mercado exerce sobre as empresas faz com que elas entreguem mais produtos e serviços, em períodos de tempo e orçamentos cada vez menores, sendo este um dos fatores que mais preocupam o departamento de TI (Tecnologia da Informação). E quando o espaço físico e os recursos de suporte do Data Center não conseguem mais suprir as necessidades dos negócios, é hora de buscar novas soluções de gerenciamento de dados terceirizadas, como os serviços de colocation e a hospedagem em cloud computing.

Estas duas maneiras de “terceirizar” as operações de TI estão sendo exploradas por inúmeras organizações, pois ambas apoiam o aumento da capacidade dos servidores ao passo que dão aos funcionários de TI a possibilidade de assumirem um papel mais estratégico nas operações. Embora ofereçam vantagens comparáveis, cada uma atende necessidades específicas. Neste post, mostraremos as diferenças entre as soluções de colocation e cloud computing, bem como elas podem ajudá-lo a alcançar suas metas de continuidade de negócios. Acompanhe:

 

Colocation e cloud computing: qual a diferença?

 

Colocation

Hospedagem Colocation: com o colocation, as empresas mantém seu próprio equipamento, mas compartilham as despesas relacionadas a banda, conexão, eletricidade, espaço para dados, dentre outros, com o provedor do colocation. Com isso, você garante que o servidor funcione corretamente e, ao mesmo tempo, tem controle sobre o equipamento. Sua equipe de TI pode intervir e cuidar da manutenção do servidor sempre que precisar ou considerar necessário.

Os serviços de colocation são uma ótima opção para aquelas empresas que precisam ter um controle completo sobre o seu equipamento. Para contratá-los, elas precisam mover sua infraestrutura de TI para uma instalação moderna de um provedor de colocation, onde terão espaço para crescer, mas sem perder o controle dos equipamentos. E dependendo do fornecedor do serviço, poderão contar ainda com a garantia de alta disponibilidade, equipe operante 24x7x365 seguindo as principais normas internacionais, sistemas de backup, segurança física, energia, refrigeração e conectividade aos seus próprios ambientes de TI.

Muitas empresas os contratam porque investiram uma grande quantidade de capital em equipamentos, não querem migrar seus dados e aplicações sensíveis para a cloud computing, não possuem espaço e energia necessária para manter o hardware em suas próprias instalações ou devem manter um nível de controle para satisfazer requisitos de proteção de dados com base em sua área de atuação no mercado.

 

Cloud computing

Ao contrário da inflexibilidade dos Data Centers tradicionais, o hospedagem em cloud computing permite que a empresa tenha soluções sob medida de acordo com suas necessidades, sem ser impedida por investimentos em equipamentos e instalações, principalmente se ela estiver em seus primeiros anos de funcionamento. Isso porque a infraestrutura completa de hardware é fornecida pelo provedor, incluindo servidores, elementos de rede e equipe de TI responsável pela sua gestão, manutenção e resolução de problemas.

Dessa forma, é possível fazer com que os funcionários que atuam neste departamento trabalhem em projetos que ajudariam o negócio a crescer. E se a empresa estiver sujeita a regulamentações relacionadas a proteção de dados, ela pode contar com um provedor de cloud para demonstrar sua conformidade e manter um alto nível de segurança. Caso necessite escalar, tanto na vertical como na horizontal, poderá fazer isso rapidamente, além de obter fácil acesso à novos recursos e serviços.

 

Qual solução escolher?

Ambas as abordagens têm grande valor. Quando estamos diante de duas opções, essa pergunta surge quase que automaticamente em nossas cabeças. É óbvio que sempre queremos escolher a melhor alternativa, mas, nesse caso, é preciso determinar suas necessidades. Você precisa ter total controle sobre o equipamento em que o servidor se baseia? Quem sabe, você procura uma equipe terceirizada para cuidar da manutenção do servidor?

 

Conclusão

Independentemente de você escolher uma solução colocation, cloud ou uma combinação dos dois, os serviços dos fornecedores irão variar em profissionalismo e qualidade. Por isso, é muito importante para a empresa escolha um provedor que opere conforme as leis de privacidade de dados e mantenha Data Centers com certificação Tier III, concedida pelo Uptime Institute, o que garante a segurança e a alta disponibilidade dos dados e aplicações. E então, já descobriu a solução certa para a sua empresa? Entre em contato com a gente para conhecer nossas soluções de colocation e cloud computing ou deixe suas dúvidas nos comentários!