Elekeiroz

  • Com as soluções de Colocation e Conectividade, a Ascenty é parte do Plano de Recuperação de Desastre da Elekeiroz.
  • O projeto englobou conexão dedicada e redundante (L2L) entre os ambientes nos quais os dados são replicados, Colocation – espaço para hospedagem dos equipamentos que suportam as aplicações críticas e a infraestrutura de firewall e switches necessária para apoiar a Elekeiroz na ativação do seu plano de recuperação.
  • Agora a Elekeiroz conta com uma operação redundante e preparada para desastres. Seus sistemas críticos são replicados para um data center que segue todas as normas e certificações que o mercado exige.

“Prezamos pelo atendimento rápido e eficiente, gostamos de interagir e de aprender com os nossos parceiros. A Ascenty trouxe essas qualidades nos seus serviços e nesses 5 anos de parceria nos sentimos extremamente seguros em contar com os seus serviços. Recomendo a Ascenty pela qualidade entregue, time de pós-venda e suporte, acessibilidade e geração de valor. Agradeço pelo atendimento diferenciado em todos os projetos já realizados, é uma satisfação estar aqui dando esse depoimento.” 

Tise Sonoda  Fagundez

Coordenadora de TI 

DataSafer

  • A DataSafer enfrentava o desafio de ter uma infraestrutura de nuvem própria de alta qualidade (assim como as disponibilizadas pelos grandes Cloud Providers), contando com poucos recursos financeiros para iniciar o projeto.
  • A Ascenty selou a parceria estratégica oferecendo infraestrutura de Data Center de classe mundial, certificada pelas principais instituições do mercado, com preços competitivos e ajudou a empresa a se fortalecer no setor de cloud.
  • A flexibilidade para a expansão do ambiente contratado de forma rápida e gradual foi outro fator responsável por sustentar o crescimento da DataSafer no mercado.

“A escolha da Ascenty como infraestrutura de nuvem privada ocorreu respaldada pela visão da Ascenty pela qualidade dos serviços, alta disponibilidade e pelo atendimento diferenciado aos clientes. A Ascenty une confiabilidade na sua operação e relacionamento próximo no atendimento das nossas necessidades. Ano a ano, a DataSafer se mostra mais satisfeita com a escolha da Ascenty como provedora de serviços de data center e como parceira estratégica”.

Walber A. Castro

Diretor Executivo

5G: desafios e oportunidades para o mercado de data centers

Após chegar a países como Canadá, EUA, Austrália, China e Coreia do Sul, a tecnologia 5G bate à porta do mercado brasileiro. Temos acompanhado o empenho de esferas pública e privada para estruturar o melhor modelo a ser implementado no território nacional e, mesmo enfrentando barreiras orçamentárias e estruturais, a quinta geração de internet móvel deve se estabelecer de maneira definitiva nos próximos anos.

Essa evolução da rede está sendo desenvolvida para comportar o crescente volume de informações trocado diariamente por bilhões de dispositivos no mundo. O relatório “Digital 2019: Q4 Global Digital Statshot” estima que mais da metade da população global (4,4 bilhões de pessoas) utiliza a internet e esse número deve crescer em taxas exponenciais nos próximos anos.

Nesse cenário, um dos diferenciais trazidos pelo 5G é a velocidade da conexão que a rede disponibiliza, podendo alcançar até 10 Gbps, enquanto as atuais redes 4G operam com velocidade média de 33 Mbps. A baixa latência e a maior velocidade da conexão propiciam múltiplas oportunidades para a inovação em todos os setores da economia: é base para utilização de tecnologias como inteligência artificial, machine learning, internet das coisas (IoT), e impacta o desenvolvimento de aplicações autônomas, da telemedicina e da robotização.

Ou seja, além de melhorar a qualidade da internet para o usuário final, a implementação do 5G tem papel fundamental no desenvolvimento econômico do País. No entanto, o avanço tecnológico tem seus custos e exige mudanças para avançar.

O aumento da geração de dados na economia digital implica diretamente nas demandas por armazenamento e disponibilidade das informações, exigindo ampliação das redes de data centers. A pesquisa Global Cloud Index, da Cisco, estima que o tráfego de rede em data centers deve crescer para até 20,6 Zettabytes em 2021, estimulando a expansão do mercado.

O setor de infraestrutura também precisa se adequar para atender as exigências da nova etapa de evolução dos negócios: assim como no caso dos data centers, as redes de telecomunicações deverão estar distribuídas entre regiões estratégicas, a fim de criar um ecossistema de conectividade amplo e resiliente.

Como 75 bilhões de dispositivos estão previstos para serem conectados à Internet até 2025 (IHS), consistência, disponibilidade e segurança dos dados serão tão importantes quanto a velocidade de tráfego. Para garantir que as operações se mantenham ágeis e eficientes, investimento em conectividade será mais que essencial para competirmos política e economicamente com as outras nações na próxima década.

*Marcos Siqueira é vice-presidente de Operações da Ascenty.

Read More